Moscas

São insetos comuns em áreas urbanas e rurais. Das inúmeras espécies de moscas, as mais observadas são a mosca doméstica (Musca domestica), as moscas varejeiras (Crysomia megacephala), a mosca do berne (Dermatobia hominis) e a mosca das frutas (Drosophila melanogaster).

  • Mosca Doméstica (Musca domestica)
    É capaz de adaptar-se a qualquer ambiente, por isso é encontrada em quase todos os continentes, preferencialmente em climas quentes e temperados. Está sempre à procura de matéria orgânica decomposta ou em decomposição, como lixo, fezes e diferentes resíduos alimentares. São de atividade diurna e costumam pousar em locais com altura de até 80 cm. Somente à noite buscam o calor das partes mais altas e são encontradas no teto dos domicílios. São famosas por sua fertilidade. Cada mosca fecundada por um macho pode produzir até 900 ovos em sua curta vida de 30 dias. Esses ovos eclodem em 24 horas, transformam-se em larvas que se alimentam de matéria orgânica e, em condições favoráveis, transformam-se em moscas adultas em até 14 dias.
  • Moscas varejeiras (Crysomia spp)
    ão moscas de grande tamanho e geralmente possuem uma coloração verde azulado metálico. As varejeiras podem transmitir uma grande quantidade de agentes causadores de doenças,tais como febre tifóide, verminoses,etc. São portanto um problema de saúde pública.
  • Mosca do berne (Dermatobia hominis)
    São geralmente encontradas em lixões, abatedouros e feiras livres, onde há carne de boi, peixe e frango expostas. A mosca do berne causa ao homem e outros animais as miíases, conhecidas como bicheiras, pois ao pousar sobre feridas, ali deposita seus ovos que se transformam em larvas.
  • Mosca das frutas (Drosophila melanogaster)
    Esta espécie não chega a ser considerada uma praga em nossas casas, pois não há relatos de que ela transporte microorganismos. São atraídas quando uma fruta começa a deteriorar-se. Ali depositam seus ovos e se desenvolvem. Uma prática solução é a remoção da fruta estragada.

É importante lembrar que moscas são grandes disseminadoras de microrganismos (bactérias, vírus, protozoários, etc) causadores de doenças graves como: intoxicações de origem alimentar, hepatite, cólera e gastroenterites.

Além do cuidado que precisamos ter com o lixo (removendo com frequência e deixando-o tampado) e com a higienização adequada dos ambientes, indicamos a utilização de armadilhas luminosas para controlar a população de moscas. Essas armadilhas devem ser colocadas nos ambientes por uma empresa especializada, já que o índice de captura e, consequentemente o bom resultado no controle ocorrem, dentre outros aspectos, graças a uma instalação e manutenção adequada das mesmas.

moscas-interna


Quer contratar os serviços de Dedetização no Rio de Janeiro da Controlar – Controle de Pragas?
SOLICITE UM ORÇAMENTO!


Solicite um orçamento. Atendemos apenas o Rio de Janeiro.