Fim do verão: época de relaxar a respeito das pragas, será?

Fim do verão: época de relaxar a respeito das pragas, será?

Folhas amareladas, noites mais longas e mudanças bruscas de temperatura. Assim é o outono. Em geral, o outono é caracterizado pela redução das chuvas em grande parte do país. Em condições normais, teríamos a diminuição gradativa da maior parte das pragas urbanas e consequentemente pessoas menos preocupadas em relação ao surto de pragas proveniente, na maioria das vezes, no verão.

É um erro pensar que só porque as temperaturas baixaram, os diversos tipos de pragas deixarão de causar danos.

Apesar da redução de atividade metabológica, eles continuam ali, se reproduzindo e se alimentando, inclusive deixam de sair ao ar livre por causa do tempo menos quente.

Pragas como aranhas, formigas, pernilongos, baratas, cupins, percevejos, pulgas, carrapatos, ratos, entre outras, podem reduzir sua população nessa época, mas é importante saber que não vão embora. Em ambientes confinados e confortáveis de nossas casas, as pragas urbanas continuam se alimentando, crescendo e se multiplicando.

Se prevenir é o melhor remédio, já diz o ditado. Com as temperaturas mais baixas, as pragas estão em menor número, porém estão sempre cercando o ambiente.

Hoje daremos dicas de como se prevenir para evitar uma infestação. Por exemplo: substitua todas as telhas danificadas; encha buracos com cimento para telhados; inspecione com regularidade o sotão e o telhado; mantenha o seu sotão o mais arrumado possível; armazene tudo o que precisar em caixas de plástico para evitar que roedores tenham à sua disposição materiais para reprodução de seus ninhos entre outros.

Vale sempre destacar a importância de ações preventivas devidamente planejadas por profissionais de dedetização além dos citados acima. Agindo de forma estratégica, é extremamente eficaz e ajuda a evitar problemas futuros.

Contrate nosso serviço de Dedetização Rio de Janeiro.

Nenhum comentário para "Fim do verão: época de relaxar a respeito das pragas, será?"


    Tem algo a dizer?

    Alguns HTMLs são permitidos