Aranha marrom: uma praga urbana perigosa!

Dedetização Rio de Janeiro

As aranhas são o maior grupo de aracnídeos, existem aproximadamente 35000 espécies de aranhas no mundo.

Muitas espécies de aranhas são inofensivas ao homem porém acidentes graves podem ocorrer devido a picada de algumas espécies, como por exemplo a aranha marrom. Na maioria das vezes, essas aranhas vivem em quase todos os lugares sobre o solo, sob pedras, pilhas de tijolos, dentro de frestas, equipamentos, no meio da grama, em ramos e cascas soltas de árvores.

As aranhas entram dentro de residências acidentalmente, pois são levadas em caixas e objetos vindos da área externa, e lá se escondem em locais escuros e secos, como atrás de armários e quadros, no meio de livros e caixas de papelão, nas roupas ou calçados, em forros, porões, sotãos.

Geralmente, esse tipo de aracnídeo não é agressivo.

Controle químico

É importante enfatizar que o uso indiscriminado de inseticidas pode trazer sérios riscos à saúde dos moradores. O tratamento ideal deve envolver um inseticida de contato, ou seja, a aranha se locomovendo pela superfície tratada, sendo exposta e morta pelo princípio ativo. Além disso, esse tipo de controle da praga deve ter um bom efeito residual, ou seja, manter sua eficácia por várias semanas ou meses.
Esse tipo de produto e aplicação adequada só deve ser feito por empresas de controles de pragas devidamente legalizadas.
Sintomas

A ação do veneno da aranha manifesta-se em torno de 12 a 24 horas após o acidente. O local atingido apresenta inchaço e dor, como se fosse dor de queimadura. A vítima pode apresentar mal estar e náusea. Pode ocorrer febre e o local da picada necrosar. Nos casos graves a urina fica com cor de coca- cola. Há risco de anemia e sérias alterações renais. Procurar orientação médica é importante e nada de se automedicar, combinado?

Contrate nosso serviço de Dedetização Rio de Janeiro.

Nenhum comentário para "Aranha marrom: uma praga urbana perigosa!"


    Tem algo a dizer?

    Alguns HTMLs são permitidos