Vaca monitorada eletronicamente ajuda no combate a praga invasora

Uma vaca monitorada eletronicamente ajuda pesquisadores a descobrir a forma de combate a uma praga invasora. Ela veio da África do Sul e avança pelo Pampa, no Sul do Brasil. O capim-annoni bloqueia o crescimento do capim nativo, que é nutritivo e de fácil digestão para o gado.

As sementes do annoni chegaram por acaso ao Brasil há 50 anos. Vieram misturadas com outras sementes importadas. De início, pecuaristas se encantaram com o bom desenvolvimento do annoni e sua resistência ao frio, até descobrirem que ele não era bom para o gado. Aí já era tarde. As sementes se espalharam e hoje o capim ocupa o equivalente a 15% do que ainda resta de campos naturais no Rio Grande do Sul.

Em busca de espaço, o capim annoni não respeita nada, nem mesmo fronteira entre países, está em toda a parte; cruzou por aqui sem qualquer cerimônia. Na estância Santa Clara, quase um terço do pasto está tomado pelo annoni. A produção caiu.

Um aplicador de herbicida, desenvolvido pela Embrapa, mostrou-se capaz de matar o annoni e preservar o capim nativo. Mas ainda não foi possível estancar o avanço do invasor. A semente continua sendo levada por animais, pelo vento e pela circulação de veículos.

Em uma safra, a lagarta já entrou em pelo menos 10 estados e atacou várias culturas: soja, milho, feijão e café. Um produtor mostra que no algodão o ataque se concentra no botão da flor, também chamado de maçã.

Só depois de gastar muito dinheiro com inseticidas foi que os produtores da Bahia perceberam que não dá para combater a lagarta apenas com produtos químicos. A maneira mais eficiente e menos agressiva ao meio ambiente é associar vários tipos de controle, com ênfase nos biológicos.

Pesquisadores estão estudando possíveis inimigos naturais: fungos, vírus, bactérias e insetos, como a joaninha.

Os agricultores reclamam do prejuízo que chega a um total de 30%.

Fonte: O globo.com

Quer contratar os serviços de Dedetização no Rio de Janeiro da Controlar – Controle de Pragas?

Nenhum comentário para "Vaca monitorada eletronicamente ajuda no combate a praga invasora"


    Tem algo a dizer?

    Alguns HTMLs são permitidos